fbpx

Azhē Energia

Brasil entra no grupo de 20 países líderes em energia solar

O Brasil assumiu a 16ª posição no ranking mundial da fonte solar fotovoltaica em 2019, integrando a lista dos 20 países com mais capacidade instalada da fonte em operação – somando a geração centralizada e distribuída.

Segundo a ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), o Brasil subiu cinco posições no ranking após somar 2.120 MW em novos sistemas de geração solar colocados em operação no ano passado.

A geração distribuída foi a principal impulsionadora deste crescimento, com a instalação de 1.470 MW. Já a geração centralizada foi responsável pela instalação de 650 MW. No período foram investidos mais de R$ 10,7 bilhões.

Em 2019, o país tinha um total acumulado de 4.533 MW de energia solar fotovoltaica instalada, atraindo, desde 2012, aproximadamente R$ 24 bilhões em investimentos e gerando mais de 134 mil empregos.

O ranking mundial é liderado pela China, seguida pelo Japão, Estados Unidos e Alemanha. O Brasil é o único país da América Latina presente na lista mundial dos maiores geradores de energia solar.

GD impulsionando o mercado fotovoltaico no Brasil

Segundo levantamento feito pelo Canal Solar, com base nos dados da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), a GD no Brasil teve uma alta de 77,83% no primeiro semestre de 2020 em comparação com o mesmo período do ano passado.

Ainda de acordo com o balanço, de janeiro a junho de 2019 foram registrados 544.193 kW em potência instalada no país. Já no primeiro semestre deste ano, este número foi 956.807 kW, uma alta de 412.614 kW.

O levantamento ainda apontou que a região com maior potência instalada no primeiro semestre deste ano no país foi a Sudeste, com 428.840 kW. Em segundo lugar ficou a região Sul, com 200.105 kW, e em terceiro a Nordeste, com 161.746 kW.

 

fonte: Canal Solar

Postar comentário